quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Ao Chícharo o que é do Chícharo!


Quer ir ao Festival do Chícharo em Alvaiázere?

Esta pergunta do meu amigo António, jornalista e homem da cultura, deixou-me atordoado e um pouco complexado. Não fazia ideia do que era o Chícharo e para chegar a Alvaiázere teria que utilizar o GPS.

Mas não dei parte de fraco!
No dia combinado lá seguimos viagem a caminho do Festival e, eu, confiante, com a noção de entretanto ter sabido quase tudo sobre o Chícharo e Alvaiázere.

Mas uma coisa é aquilo que imaginamos e outra é a realidade bem diferente.

Afinal, o Chícharo, a leguminosa, que outrora saciava os estômagos de gente com fome, tinha evoluído extraordinariamente e, através da criatividade dos alvaiazerenses, transformou-se numa iguaria gastronómica com diversificada aplicação na ementa alimentar.

Degustar o Chícharo numa sopa, como acompanhamento de um lombo de bacalhau frito, num prato de carne, num pudim, numa tarte ou em licor é uma sensação que se recomenda.

Aliás, o debate na Casa da Cultura - um dos muitos equipamentos sociais de grande nível em Alvaiázere - "O que é bom terá de acabar?." Práticas Gastronómicas do Passado para o Presente - muito bem moderado pelo meu amigo António Manuel Pinho, demonstrou isso mesmo.



Brindo ao Chícharo com o que é do Chícharo!

O seu licor...

2 comentários:

Tite disse...

Amigo,
Este teu post fez-me sorrir.

Chícharo, na minha zona - Trás-os-Montes - é o nome dado ao feijão-frade.

Como vês o nosso país é pequeno mas muito criativo. O mesmo nome dá para vários tipos de leguminosas. Basta ires ao google e procurar que alguns até parecem ervilhas e outros tremoços.

Gostei de ler e de aprender.

ATP disse...

Carissima Tite,

De facto assim é!
Ainda hoje não consigo obter consenso no meu círculo de amigos, que inclue também transmontanos, sobre o chícharo...
Reforço, então, o título que dei a este post, "Ao chícharo o que é do chícharo" seja ele parecido com uma ervilha, com um tremoço ou mesmo com o feijão frade...
Um abraço
ATP