quarta-feira, 22 de outubro de 2014

10 Princípios da Dieta Mediterrânica em Portugal


Princípios simples e de fácil execução!

O décimo - Convivialidade à volta da mesa - anda um pouco arredado dos nossos hábitos. Será que é para ficarmos parecidos com os outros europeus?...

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Preciosidade

 
 
video


              Danny Kaye e Louis Armstrong: Talento e Magia!



domingo, 24 de agosto de 2014

Fim de Festas em Alcochete












O meu amor na outra banda e o barco não anda!...


quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Os Lugares Por Onde Andámos



Mal sabia o meu amigo João Ferreira Rosa quando compôs o fado "Os Lugares Por Onde Andámos" que alguém um dia usaria este título para mostrar um local de excelência na arte da restauração. De facto, quase se pode dizer que a "Casa Ideal", propriedade de um antigo colaborador do João , o António Veiga (Lirão) é também uma reminiscência da arte culinária do seu célebre restaurante "O Embuçado".



A "Casa Ideal" que conheço desde que abriu na Trafaria, estava eu ali no serviço militar, já lá vão quase 4 décadas, e que frequento com alguma assiduidade é, para mim, "The State of the Art" da restauração em Portugal. Não é por acaso que a cozinha, superiormente dirigida pela Bernardete, é referenciada com a melhor das classificações nos roteiros turísticos e gastronómicos internacionais.

Quando a arte se pratica com dedicação e verdade as coisas só têm que sair bem!

Não é assim Bernardete e António?

Vamos lá então à "Garoupinha no Tacho"...

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Descalços em Tempos de Botas


A apresentação de "Descalços em Tempos de Botas", o segundo livro de João Almeida, depois de "Deliciosas Colinas" foi um acontecimento notável. No seu local de trabalho, onde é chefe de mesa - o Restaurante O POTE em Lisboa - reuniu os muitos amigos e, entre eles, algumas figuras da nossa intelectualidade e política, deu-nos a conhecer as suas memórias dos anos em que a maioria dos portugueses viviam, descalços, no profundo, pobre e pouco desenvolvido interior do país, uma vida difícil e sem perspectivas futuras.
Com uma narrativa simples e fluente, João Almeida, dá a conhecer assim, sobretudo aos mais novos, vivências absolutamente inimagináveis nos tempos que correm.
Eu, que na minha terra ainda convivi com os resquícios destes modos de vida, deliciei-me a revisitar o passado, devorando numa penada as 269 páginas desta magnífica obra.
Parabéns João!

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

His Master Eyes


Isolado no espigão da praia, no ponto que entendeu ser o mais adequado e de melhor visibilidade, alheado de toda a envolvência, nem para mim olhou quando cheguei perto.

A sua missão parecia bem definida, seguir sem distrações o seu ídolo surfista, não fossem as, agora, alteradas ondas do mar da Caparica pregarem-lhe uma partida.

E  a sua pose atenta só se desvaneceu quando o amo chegou são e salvo a terra.

Simplesmente enternecedor e comovente!



Fotos: ATP